Categoria: Saúde

Como Escolher a melhor Clínica de Reprodução

É cada vez mais comum ter que ir a uma clínica de reprodução assistida. Seja porque um casal tem problemas de fertilidade (aproximadamente 15%) ou porque optou pela maternidade sem companheiro ou com companheira , surge a necessidade de ir a uma clínica de fertilidade para realizar o seu sonho.

Você também deve ter em mente que pode precisar de uma clínica de fertilidade não apenas porque tem problemas para engravidar. Pode ser necessário porque em algum momento tomamos a decisão de manter nossos oócitos , porque decidimos adiar a maternidade ou por recomendação médica.

É nesse momento que nos fazemos a grande pergunta: Qual clínica de fertilidade devo escolher? A resposta mais lógica é: o melhor. Mas qual é a melhor clínica de reprodução assistida para mim? Depende das circunstâncias de cada um, embora haja uma série de fatores que devemos considerar ao escolhê-lo.

Você pode orçar um tratamento na melhor clinica de reprodução humana | Aproveite.

Seis razões para escolher uma clínica de reprodução assistida.

Aqui estão sete fatores que você deve considerar ao escolher sua clínica de fertilidade.

1- Tratamentos e instalações disponíveis

Idealmente, a clínica escolhida pode nos oferecer um tratamento completo. Ou seja, possui todas as técnicas de diagnóstico necessárias, bem como laboratório próprio e salas de cirurgia.

2- Equipe profissional

Além de uma excelente formação, neste tipo de clínica é muito importante que a equipa de profissionais seja simpática, compreensiva e acessível . É necessário que eles nos expliquem qual é o nosso problema e o tratamento que devemos seguir detalhadamente e com total clareza.

Outro fator importante é que recebemos um atendimento totalmente personalizado , portanto o mesmo médico é quem deve acompanhar todo o nosso tratamento.

3- Horários

É aconselhável que o centro tenha uma agenda ampla , pois não sabemos quantas vezes teremos que ir. Se o horário for de manhã e à tarde, ou ininterrupto, será mais fácil combiná-lo com o nosso dia-a-dia.

Além disso,   você deve contar com um serviço de emergência 24 horas para sanar eventuais dúvidas ou solucionar problemas que possam surgir ao longo do processo.

4- Taxas de sucesso

É um facto a ter em conta mas não devemos ficar obcecados com este aspecto , pois depende de vários fatores. O que devemos prestar atenção é que seja um centro que tenha certificados e reconhecimentos oficiais de qualidade.

5- Localização

A localização é algo que normalmente descuramos porque procuramos “o melhor” ou o mais conhecido, mas é um fator que deve ser tido em conta.

No momento em que tomamos a decisão de ir a uma clínica de reprodução assistida, não sabemos quanto tempo levará o processo. É possível que tenhamos sorte e que em pouco tempo tenhamos alcançado nosso objetivo. Mas também pode ser prolongado no tempo um pouco mais do que gostaríamos. Teremos que viajar para realizar exames diagnósticos, análises e controles hormonais, controles de ultrassom, coleta de amostras de sêmen, punções foliculares, transferências de embriões … nos beneficiará.

6- Preço

Os tratamentos de fertilidade podem representar um esforço económico significativo, pelo que podemos solicitar vários orçamentos e compará-los. É importante que a clínica de reprodução assistida nos forneça um orçamento detalhado para o tratamento . Eles devem nos explicar o que está incluso e o que não está para que possamos ter uma ideia mais próxima possível de quanto podemos investir no tratamento.

Algumas clínicas possuem mecanismos de financiamento , que facilitam o acesso a esse tipo de tratamento.

Em suma, escolher com critério e não ter dúvidas sobre as informações fornecidas pela clínica é fundamental.

 

Gerenciando medicamentos para saúde mental

É importante lembrar que os medicamentos não curam as condições de saúde mental. Eles podem fazer seus sintomas de doença mental desaparecerem ou afetá-lo menos, mas se você parar de tomá-los, seus sintomas podem voltar. Se algo sobre sua medicação de saúde mental o incomoda, é importante que você converse com seu médico ou conselheiro sobre isso antes de parar de tomar qualquer medicação, pois a interrupção repentina da medicação pode causar efeitos colaterais indesejados.

Precisa de medicamentos para seus tratamentos? Confira farmacia de manipulação.

Tipos de medicamentos para saúde mental

Existem seis tipos principais de medicamentos para a saúde mental:

  • antidepressivos – usados ​​para tratar depressão, ansiedade e alguns tipos de transtornos de personalidade
  • antipsicóticos – usados ​​para tratar esquizofrenia e, às vezes, transtorno bipolar e para ajudar a restaurar o equilíbrio químico do cérebro
  • estabilizadores de humor – frequentemente usados ​​para tratar pessoas com transtorno bipolar
  • depressores – usados ​​para ajudar as pessoas a se tornarem ou permanecerem calmas.
  • ansiolíticos – frequentemente usados ​​para tratar transtornos de ansiedade
  • estimulantes – usados ​​para tratar o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)

Quanto tempo levará para que os medicamentos de saúde mental funcionem

Estimulantes e ansiolíticos começam a funcionar rapidamente – dentro de algumas horas ou até menos. Eles permanecem em seu corpo por um tempo relativamente curto.

Os medicamentos antidepressivos costumam levar cerca de duas semanas para você sentir os benefícios. Pergunte ao seu médico ou farmacêutico para obter mais informações ou consulte as fichas de informações sobre medicamentos agora disponíveis on-line para obter mais detalhes. Os efeitos dos medicamentos podem variar para diferentes pessoas, dependendo do tamanho do corpo e do metabolismo. O seu médico irá querer vê-lo duas ou três semanas depois de começar a tomá-los para verificar se estão a ter impacto na sua doença.

Os antipsicóticos levam entre seis semanas e até alguns meses para que seus efeitos completos funcionem. Se lhe forem prescritos antipsicóticos, o seu médico irá querer vê-lo regularmente para verificar como está a passar.

É importante ser honesto e aberto com seu médico sobre como você se sentiu desde o início da medicação. Você pode se sentir tímido ou envergonhado de dizer a eles coisas pessoais para fazer com suas emoções e seu corpo, mas eles foram treinados para lidar com questões delicadas.

Efeitos colaterais e impactos a longo prazo dos medicamentos para a saúde mental

A maioria dos medicamentos de saúde mental ou psiquiátricos tem efeitos colaterais. Os mais comuns são:

  • dores de cabeça
  • ganho de peso
  • tontura
  • boca seca
  • espasmos musculares e cãibras
  • náusea
  • perda de desejo sexual
  • Prisão de ventre
  • sonolência ou problemas para dormir.

Informe o seu médico se tiver algum destes sintomas ou quaisquer outros que não tenha antes de tomar a medicação.

Alguns medicamentos podem ter outros efeitos se forem tomados por muito tempo. Ansiolíticos como Valium são viciantes e, se usados ​​por muito tempo, podem fazer coisas como:

  • deixá-lo deprimido ou paranóico
  • mude sua personalidade
  • dar-lhe dores de cabeça e náuseas
  • fazer você ganhar peso
  • danificar sua memória.

Como os medicamentos se misturam com outras coisas em seu corpo

Os produtos químicos em seus medicamentos podem interagir com produtos químicos em outras coisas que você está tomando – mesmo que seja apenas paracetamol para dor de cabeça ou comprimidos de vitaminas. Por isso, é muito importante informar ao seu médico tudo o que você está tomando.

Certifique-se de contar a eles sobre quaisquer outros medicamentos, vitaminas ou suplementos de ervas que você toma, bem como o que você tem comido e bebido, especialmente álcool.

Medicação no hospital e em casa

Quando você é internado no hospital, geralmente é porque está gravemente doente e precisa de tratamento extra para ficar bem. Enquanto você está no hospital, você geralmente recebe diferentes tipos e doses de medicamentos para o que você pode estar tomando ou será prescrito quando você estiver bem o suficiente para ir para casa. Você também tem pessoas dando seus medicamentos quando você precisa deles. Uma vez que você está em casa, você precisa gerenciar seu uso de medicamentos.

Uma vez que você está em casa, é muito fácil esquecer de tomar os medicamentos e a dosagem certa na hora certa, e você pode não ter pessoas com você o tempo todo para lembrá-lo. Algumas coisas que você pode fazer para ajudar a lembrar de tomar sua medicação na hora certa e na dosagem certa incluem:

faça um cronograma da semana com nomes de medicamentos, a dose, e em que dia e horário cada um deve ser tomado, e coloque na geladeira

coloque seus comprimidos em caixas de comprimidos com rótulos para a hora do dia e o dia da semana em que podem ser tomados

coloque lembretes ou compromissos em seu telefone para quando precisar tomar cada medicamento.

Mantenha consultas regulares com seu médico ou conselheiro para que todos possam acompanhar como está indo e como seus medicamentos estão funcionando para você.

Como evitar acidentes causados pelo gás de cozinha?

Como evitar acidentes causados pelo gás de cozinha?

O fogão é provavelmente um dos eletrodomésticos mais úteis na cozinha, mas pode ser muito perigoso se não for cuidado.

 

Neste artigo, explicarei como evitar acidentes com gás de cozinha – tanto em empresas quanto em casa – e o que fazer em caso de vazamento ou explosão de gás.

 

O que você precisa saber sobre gás de cozinha

Fornos sujos e sem vigilância que são armazenados em ambientes fechados e sem ventilação apresentam maior risco de vazamentos.

 

O cheiro depois de um tempo se torna quase imperceptível, por isso pode levar muito tempo para uma pessoa perceber que está embriagada, podendo inalar uma grande quantidade, o que leva à morte.

 

Assim como o gás natural, o GLP é considerado perigoso e, portanto, deve ser manuseado adequadamente para evitar imprevistos. Quando usado corretamente, não produz fuligem, fumaça ou odor quando queimado, tornando o ambiente menos propenso a acidentes.

 

Por funcionar rapidamente e não aquecer o ambiente, o GLP acaba sendo conveniente para quem o utiliza, pois aquece um ambiente tanto quanto, por exemplo, a lenha ou o carvão, mas sem tanto trabalho. Por esse motivo, é usado em uma ampla variedade de campos, como:

 

  • Domesticado
  • Comercial
  • Industrial
  • Agrícola

 

Riscos associados

O GLP, ou gás de cozinha, tem um certo grau de perigo, assim como qualquer tipo de combustível. Os perigos mais comuns associados ao seu uso incluem explosões, incêndios e inalação de gases.

 

A fonte desses riscos geralmente é:

 

  • Má conexão da mangueira;
  • Cilindros danificados ou enferrujados, ou manutenção inadequada;
  • Armazenamento incorreto do cilindro, por exemplo, perto de fontes de calor.

 

Quando o gás não é queimado adequadamente ou é usado em ambientes fechados sem ventilação adequada, forma excesso de monóxido de carbono (CO), um gás incolor e inodoro que, quando inalado, se liga à hemoglobina no sangue.

 

Esse processo reduz a capacidade do sangue de transportar oxigênio, privando o corpo de oxigênio e envenenando todos na sala, incluindo os animais.

 

Alguns dos sintomas mais comuns causados ​​pelo envenenamento por monóxido de carbono são:

 

  • Fadiga e sonolência;
  • Respiração ofegante;
  • Dores de cabeça;
  • Náusea e dores no peito e no estômago;
  • Tontura;
  • Colapso e perda de consciência.

 

Manutenção e cuidados

Use eletrodomésticos e eletrodomésticos apenas para o uso pretendido: Nunca use o fogão ou o forno para qualquer outra coisa além de cozinhar, como aquecer sua casa ou secar roupas em um forno a gás.

 

Sempre guarde sua lata ou garrafa na vertical e certifique-se de ter pelo menos um extintor de incêndio em casa e no trabalho.

 

Você já tentou aquecer o forno, mas não funcionou? Desligue o suprimento de gás e deixe o ar escapar por pelo menos três minutos para permitir que o gás se dissipe antes de tentar reacender.

 

Evite explosões: 3 dicas que podem salvar sua vida

Acredite ou não, as explosões de gás acontecem com mais frequência do que vemos nos noticiários. Então, o que você deve fazer se ouvir um assobio ou o cheiro de gás em sua casa ou local de trabalho?

 

  • Desligue a mangueira ou o fornecimento de gás imediatamente;
  • Abra todas as portas e janelas da sala para que seja ventilada;
  • Ligue para o corpo de bombeiros o mais rápido possível para verificar.

 

Trabalhar com segurança

Garantir a segurança dos trabalhadores no local de trabalho requer algumas medidas necessárias, tais como:

 

  • Aquisição e instalação de equipamentos de gás de um fornecedor registrado e de acordo com as instruções do fabricante;
  • Manter registros detalhados de qualquer trabalho de manutenção realizado em tubulações e dispositivos;
  • Garanta ventilação e fluxo de ar adequados e verifique regularmente as conexões de gás.

 

É extremamente importante que os trabalhadores participem do protocolo de segurança fazendo sugestões e levantando questões relevantes.

 

Procedimentos de emergência

  • Quando sentir cheiro de gás, não tente acender o fogão para ver se há vazamento;
  • Não ligue ou desligue interruptores de luz;
  • Feche a válvula do cilindro, leve-o para fora se possível e espere a chegada dos bombeiros.

 

Em caso de incêndio

Em primeiro lugar, não entre em pânico! Tente conter o fogo com um extintor, mas se você não tiver um extintor ao alcance, use uma toalha úmida para apagar as chamas.

 

Ligue para o corpo de bombeiros e avise que houve um incidente com gás de cozinha. Abra as portas e janelas, deixe arejar e saia imediatamente.

 

Outras dicas gerais de segurança na cozinha

Tenha muito cuidado ao cozinhar com óleo ou gordura, pois eles podem inflamar quando aquecidos a altas temperaturas, e mantenha sempre seu fogão limpo.

Como evitar acidentes causados pelo gás de cozinha?

Nunca use água para extinguir incêndios causados ​​por gorduras ou óleos. A água pode fazer com que um incêndio se espalhe rapidamente e cause queimaduras terríveis.

 

Ao cozinhar, fique de olho na chama do fogão para que ela não se apague e o gás escape despercebido.

 

Legislação

O Brasil não possui leis federais sobre o uso de botijões de gás ou botijões de GLP, mas existem normas técnicas que testam e regulamentam as instalações e mecanismos de segurança.

 

Em 2007, a ABNT criou a norma NBR 15526, revisada em 2016, que estabelece os requisitos básicos para a implantação de projetos de canais internos de distribuição de gás, tanto em empreendimentos quanto em edifícios residenciais abastecidos por posto de gasolina ou gás dutoviário.

 

Quando se trata de leis estaduais ou municipais, pode-se dizer que certas partes do país possuem leis específicas sobre onde armazenar os cilindros, portanto, verifique se o seu estado ou município possui leis específicas sobre o assunto.

 

Continue lendo nosso site!

Dicas para manter a saúde dos olhos

Dicas para manter a saúde dos olhos

Existem muitas medidas e recomendações simples de saúde ocular que podemos tomar para prevenir ou pelo menos minimizar problemas de saúde ocular e evitar consequências mais graves.

 

No artigo de hoje, apresentamos algumas dicas que você precisa para manter a visão saudável. Monitorando!

 

Dicas para ajudar a proteger seus olhos

Existem algumas coisas que você pode fazer para manter seus olhos saudáveis, confira abaixo:

 

1. Visite seu oftalmologista anualmente

Lembre-se de que muitos problemas de visão não apresentam sintomas, por isso é uma boa ideia visitar um oftalmologista pelo menos uma vez por ano para um exame oftalmológico.

Dicas para manter a saúde dos olhos

É também a melhor maneira de diagnosticar e corrigir erros de refração que, se não forem controlados, podem causar fadiga ocular.

 

2. Use óculos antirreflexo

Mais do que um luxo, os óculos antirreflexo tornaram-se uma obrigação para os cuidados com a saúde ocular, pois evitam o cansaço excessivo dos olhos sob luz artificial. Recentemente, alguns estudos mostraram que a luz azul na retina acelera o envelhecimento dessas células, o que pode causar DMRI precoce.

 

3. Trate seus óculos como se fossem seus olhos

Quer sejam usados ​​o tempo todo, apenas para leitura ou para trabalhar no computador, os óculos devem estar sempre bem conservados e livres de arranhões.

 

Devem ser limpas com água e apenas com meios ópticos, pois outros produtos químicos podem danificar a lente.

 

4. Lubrifique os olhos

Durante o dia, os olhos podem perder a lubrificação e apresentar sintomas irritantes, como vermelhidão, dor e irritação.

 

Se você sofre de olhos secos, o melhor é usar algum tipo de colírio ou lágrimas artificiais para umedecê-los e ajudar a manter a visão saudável, mas lembre-se de que qualquer medicamento só pode ser prescrito pelo seu especialista.

 

5. Proteja seus olhos do sol

A radiação ultravioleta é a principal causa de várias doenças oculares que reduzem sua capacidade.

 

É importante protegê-los usando óculos escuros com protetor solar para bloquear esses raios.

 

6. Melhore sua dieta

Uma dieta rica em nutrientes ajuda fundamentalmente a manter uma visão saudável. Ácidos graxos essenciais, vitaminas e minerais protegem a retina e retardam o envelhecimento das estruturas oculares. A dieta não deve faltar:

 

  • Vitamina A, C, E;
  • Zinco;
  • Selênio;
  • Luteína;
  • Ômega-3.

 

Sem esses elementos, os tecidos do olho não podem ser mantidos adequadamente, o que é necessário para manter o olho saudável.

 

7. Limpe sua maquiagem

Maquiagem excessiva nas pálpebras e áreas ao redor dos olhos pode ter um efeito negativo sobre os produtos químicos que podem entrar nos olhos.

 

É extremamente importante eliminar esses alimentos todos os dias, pois podem causar problemas de visão e interferir na oxigenação da pele e dos órgãos da visão.

 

8. Controla a pressão arterial, colesterol e diabetes

Pessoas com hipertensão, colesterol alto e diabetes correm um risco maior de desenvolver vários tipos de doenças, incluindo doenças oculares.

 

São aspectos que precisam ser levados em consideração para manter uma visão saudável e evitar outros problemas mais graves.

 

9. Mais prevenção na velhice

É verdade que à medida que envelhecemos sofremos um declínio na qualidade da visão, mas há cada vez mais recursos clínicos e cirúrgicos na área da saúde para superar as muitas mudanças que estão ocorrendo.

 

Em vez disso, devemos pensar que os idosos podem desfrutar de uma vida de boa visão usando todos os novos recursos fornecidos pelo desenvolvimento da optometria.

 

10. Conheça o histórico médico de sua família

Algumas doenças oculares ocorrem em famílias, por isso é importante descobrir se alguém da sua família as teve. Isso pode ajudá-lo a determinar se você está em maior risco de desenvolvê-lo.

 

Lembre-se também de educar seus filhos

Educar as crianças e educar a população sobre os cuidados oculares necessários é garantir uma boa saúde da visão no futuro e a prevenção de inúmeras doenças dos órgãos do olho, como por exemplo a catarata que podem ser evitadas seguindo esses preceitos. risco de sofrer de qualquer deterioração na condição dos olhos.

 

Continue lendo nosso site!

Entenda quais os fatores que alteram o pH da saliva e o impacto nos dentes

Você sabe a importância do pH da saliva (potencial de hidrogênio)para a saúde bucal? Todo e qualquer componente químico precisa de um número específico para equilibrar e torná-lo apropriado, inclusive a saliva.

A saliva é produzida por glândulas, composta 99% por água, enzimas digestivas e sais minerais e serve para lubrificar a cavidade oral, controlar a proliferação de bactérias, auxiliar na digestão e cria uma pasta dos alimentos que facilita e deglutição.

Ainda assim, para executar bem todas essas funções, é fundamental que haja equilíbrio nesse pH, não podendo estar abaixo de 4,5 ou acima de 7,2. Os valores ideias devem variar entre 6,8 a 7,2.

Durante o dia, os valores podem variar, de acordo com os hábitos e condições do paciente. Veja alguns fatores que alteram o pH da saliva:

  • Alimentos ácidos e cítricos;
  • Medicamentos;
  • Refluxo;
  • Boca seca;
  • Bulimia;
  • Má higienização.

Sendo estes somente alguns dos fatores que podem alterar o pH da saliva, gerando diversos incômodos para o paciente.

Quer saber mais sobre o pH da saliva? Continue lendo.

Efeitos do pH desequilibrado

Os efeitos nocivos de um pH desequilibrado refletem diretamente na saúde dos dentes. Isso porque quando esses valores estão muito baixos, as bactérias se multiplicam e começam a fermentar os resíduos de alimentos  na boca, principalmente carboidratos e açúcares. 

A partir daí, se inicia um alto nível de produção de ácido lático que afeta negativamente o esmalte dos dentes, causando desmineralização e, aos poucos, surgem as erosões.

Em alguns casos, quando não há um acompanhamento por um profissional dentista e o paciente não segue uma higienização adequada, o esmalte do dente é atingido ao ponto de danificar a dentina. Essa corrosão afeta a raiz levando à sensibilidade e à cárie.

Outro efeito observado é que a saliva alterada tem um aspecto viscoso esbranquiçado e espumoso que pode se acumular no canto da boca do indivíduo conforme ele fala.

Fora da boca, quando em contato com a pele, por exemplo, essa saliva pode transportar vírus e bactérias que geram infecções.

Entenda sobre o pH e a cárie

 As bactérias presentes na saliva fermentam o bolo alimentar, produzindo ácidos, como acontece com os carboidratos.

Dessa forma, através dela, é controlado o pH da boca. A forma como nos alimentamos e higienizamos a nossa boca, influencia a saliva no controle do potencial hidrogeniônico.

A desmineralização do esmalte dos dentes tem como consequência a temida cárie.

Com um pH abaixo de 5.5, a saliva fica subsaturada de íons cálcio e potássio, levando a essa desmineralização, é quando surgem as manchas brancas e, se não tratadas, evoluem para os pontinhos pretos que podem ocasionar os buracos no dentes.

Para prevenir a cárie, é importante ingerir água fluoretada, usar fio dental para limpar entre os dentes, áreas que a escova não alcança e fazer uso de creme dental com flúor. Dessa forma, os ácidos não terão poder sobre o esmalte dos dentes.

Vale a pena pontuar que pacientes passando por um tratamento com aparelhos ortodônticos também podem sofrer com o desequilíbrio do pH, principalmente quando a higiene dental é negligenciada.

Para um sorriso perfeito e alinhado continuar saudável, cuidados com questões práticas também devem ser envolvidos.

Tratamentos para um sorriso ideal

Cuidar da alimentação e avaliar os hábitos alimentares interferem significativamente na saúde da boca, logo, no sorriso do paciente. 

Quem não sonha com um sorriso perfeito e saudável? A tecnologia na odontologia evoluiu de tal forma que hoje é possível obter dentes bem alinhados, em um curto prazo e garantindo – por anos – resultados satisfatórios, como o uso de facetas de resina.

Embora não seja novidade, nos dias atuais as facetas tomaram um grande espaço na escolha dos pacientes que sonham com um sorriso perfeito.

Por garantir um resultado duradouro, com um processo de implementação rápido e eficiente, o uso dessas pequenas lâminas ultrafinas se tornou a alternativa mais recomendada pelos dentistas. 

Além de elevar a autoestima por seus resultados, ela corrige imperfeições de emergência, diastemas, tonalidade, formato e tamanho dos dentes. 

O uso do aparelho invisível é para quem quer corrigir imperfeições relacionadas ao alinhamento, por exemplo, sem alterar a naturalidade do rosto.

O paciente conta com a mesma eficácia do aparelho tradicional, no entanto, sem os bráquetes visíveis,  garantindo um visual mais maduro.

Outro ponto é que muitos pensam que essa opção demora mais para alcançar os resultados, porém, o tempo é igual ou até menor, comparado ao uso dos aparelhos de metal.

Aparelho fixo transparente possui as mesmas funcionalidades, são muito resistentes, continuam discretos até o final do tratamento, seu material é incolor e feito sob medida. 

No caso dos fixos, eles também contém bráquetes que ficam colados nos dentes, necessitam do arco ortodôntico e das borrachinhas – exceto no caso dos autoligados.

Também conhecidos como aparelhos de cerâmica, o aparelho de porcelana preço pode ser da cor do dente ou transparente, movendo os dentes mais rápido em comparação com os alinhadores transparentes. 

Outra vantagem é que esse modelo não interfere nos exames de imagem, como as radiografias, tomografias e ressonâncias. Os materiais de porcelana produzem bem menos sinal.

Segundo pesquisas, mais de 11 milhões de pessoas já aderiram ao aparelho ortodôntico invisível.

Ele oferece muito mais conforto, tratamento até 2 vezes mais rápido, totalmente discreto, prático, não dói, facilita na hora da alimentação e não requer visitas constantes ao dentista. 

Para assegurar que nada disso interfira no equilíbrio químico da boca, faça consultas periódicas com profissionais da odontologia, dos quais poderão dizer se o pH está nos níveis corretos através de sinais físicos, demonstrados pela boca, língua e garganta.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Saiba as causas da candidíase oral

Apesar de poder atingir pessoas de qualquer idade, a candidíase oral é comumente vista em quem têm o sistema imunológico enfraquecido por doenças, que usam dentaduras ou medicamentos com corticoide, possuindo uma chance maior de desenvolver a doença.

A candidíase oral é uma condição causada pelo fungo cândida albicans, e pode atingir pessoas de todas as idades, desde os bebês até os idosos. 

Ela é formada a partir de lesões brancas que atingem a língua e a parte interna das bochechas, e se não for tratada corretamente pode afetar outras áreas, como:

  • Boca;
  • Garganta;
  • Amígdalas;
  • Gengiva;
  • Céu da boca.

Normalmente, um sistema imunológico fortalecido consegue repelir os vírus e bactérias que podem prejudicar o organismo. Mas quando ele está enfraquecido, o fungo responsável pela candidíase oral pode proliferar.

As condições como a candidíase vaginal, diabetes, a maioria dos tipos de câncer e o HIV (vírus da imunodeficiência humana) enfraquecem o organismo, o que o torna mais suscetível à candidíase oral.

Os sintomas da candidíase oral em crianças e adultos

Os primeiros sintomas da candidíase oral podem não aparecer em um primeiro momento, mas em alguns casos, também pode ser que eles surjam de uma hora para a outra.

Entre os sintomas mais comuns desta condição, podemos destacar:

  • Boca seca;
  • Perda do paladar;
  • Lesões brancas na boca;
  • Dor ao movimentar a boca;
  • Sangramento nas lesões brancas.

As lesões brancas costumam surgir em partes visíveis da boca, mas caso ela se espalhe pelo esôfago, por exemplo, ela pode causar dificuldade para mastigar e dar a sensação de que há “um bolo” na garganta.

Caso apresente algum desses sintomas, procure por um dentista especialista em canal para avaliar a situação. Somente um profissional será capaz de diagnosticar corretamente a doença, além de poder sugerir o tratamento adequado o quanto antes.

Mulher foto criado por cookie_studio – br.freepik.com

Sintomas em bebês

Os bebês podem apresentar dificuldade e inquietação na hora de se alimentar e, assim como em adultos, também irão apresentar lesões brancas pela boca.

Para os bebês em fase de amamentação, o cuidado deve ser redobrado, pois a candidíase pode ser transmitida para a mãe e, se não tratada, de volta para o bebê.

Se houver a suspeita da condição no seu bebê, lembre-se de lavar muito bem suas mamadeiras e chupetas diariamente. Uma solução de partes iguais de água e vinagre é eficiente para ajudar a impedir o crescimento do fungo.

Por isso, se notar os sinais, lembre-se que a visita ao dentista é imprescindível para o diagnóstico e o tratamento correto da condição.

Como tratar a candidíase oral

Independente se você usa prótese fixa dentária ou não, o diagnóstico da candidíase oral deve ser realizado por um dentista de sua confiança. Após uma consulta, ele poderá determinar qual o melhor tratamento a seguir.

Ao falar com o profissional, lembre-se de listar todos os sintomas que detectou, além de informar se faz o uso contínuo de algum medicamento, pois dependendo do tipo, ele pode interferir no tipo de tratamento que o seu dentista irá indicar.

Caso utilize aparelho odontológico transparente, converse com o seu dentista durante a consulta para saber se o tratamento poderá afetar o uso do seu aparelho de alguma maneira, e como deverá realizar a higiene do mesmo durante esse período.

Dependendo do seu caso, o dentista pode receitar remédios antifúngicos orais, pomadas ou enxaguantes bucais. O mais importante é seguir as recomendações à risca para evitar uma piora do quadro. Portanto, não se automedique sem receita médica.

Além disso, durante o tratamento, é importante manter uma higiene bucal impecável, principalmente se você utiliza aparelho lingual, além de evitar alimentos gordurosos e com açúcar, pois eles podem agravar os sintomas e prejudicar a evolução do tratamento.

Pode ser que crianças e bebês sadios não precisem de medicamentos para tratar a condição, já que as lesões costumam desaparecer sozinhas após um tempo. 

Ainda assim, é possível inserir iogurtes naturais na sua alimentação, já que eles podem ajudar a restabelecer o equilíbrio bacteriano. Entretanto, lembre-se de consultar um profissional de odontologia de sua confiança e conversar sobre essa decisão.

Realizar visitas regulares ao dentista para realizar clareamento dental profissional pode ser um fator decisivo para identificar e tratar a condição desde o início.

Para os bebês, é recomendado que também façam consultas regulares desde os primeiros meses de vida. Assim, a saúde bucal é cultivada e preservada, antes mesmo do nascimento dos primeiros dentes.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Status Fit Center, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

 

De quanto em quanto tempo é necessário fazer uma limpeza dentária?

A limpeza dentária é um cuidado muito importante para garantir a saúde bucal. Ela é realizada por um dentista especialista e deve ser feita algumas vezes por ano. Assim, você estará evitando a possibilidade do surgimento de cáries e infecções nas gengivas.

Desse modo, a recomendação dos dentistas é a realização desse procedimento, ao menos, duas vezes ao ano. Portanto, a cada seis meses. Para realizá-lo, é possível agendar o tratamento de forma particular ou até mesmo pelo seu plano odontológico empresarial.

Para saber mais sobre a limpeza dentária, também conhecida como profilaxia bucal, continue conosco neste conteúdo. 

Aqui iremos lhe apresentar qual a importância desse procedimento para a saúde dental e como ele é realizado, além de suas vantagens e cuidados em casa.

Como a limpeza dentária é realizada?

Muitas pessoas se assustam ao ouvirem que necessitam realizar a profilaxia bucal. Entretanto, ela se trata de um procedimento simples e tranquilo. 

Dessa forma, a profilaxia bucal se inicia com uma avaliação do especialista, para saber onde há maior necessidade de limpeza e raspagem.

Em seguida, a análise é colocada em prática. Portanto, é feita a limpeza com flúor, além da remoção do tártaro que acaba grudando nos dentes.

Tais cuidados são fundamentais para evitar a periodontite, gengivite, cáries, canal e outros tantos problemas que afetam a saúde bucal.

Enfermidades bucais

Conforme apresentamos anteriormente, a limpeza dentária é um tratamento que evita diversos problemas graves na saúde bucal. Alguns deles já foram citados anteriormente, como cáries e problemas na gengiva. 

Todos eles também podem ser tratados em uma consulta particular ou através do plano odonto empresa.

Além desses problemas, é possível que o paciente acabe sofrendo com problemas maiores, como a perda dos dentes. Isso acontece em decorrência ao avanço das cáries e periodontites, enfraquecendo a estrutura dentária e ocasionando em sua queda.

Apesar desse problema poder ser remediado com uma prótese, sendo um tratamento coberto pelo plano odontológico empresarial preços até particulares, é melhor prevenir o problema do que remediar.

Aparelhos dentais

Se você utiliza um aparelho dental, é de suma importância que realize a limpeza frequentemente.

Isso porque esse tratamento facilita o acúmulo de restos de comida entre os dentes, podendo causar o desenvolvimento de cáries e tártaros, inclusive entre os braquetes.

Vantagens da limpeza dentária

Esse tipo de tratamento traz diversos benefícios à saúde bucal, auxiliando inclusive no seu bem-estar. 

Juntando todos os tópicos já apresentados e outras observações, veja a seguir as principais vantagens de realizar a profilaxia dentária e consulte seu dentista de confiança para sua realização:

  • Proteção contra doenças dentárias;
  • Proteção contra infecções na gengiva e na mucosa;
  • Previne a perda dos dentes;
  • Evita o amarelamento precoce;
  • Sensação de conforto bucal.

Estas são somente algumas das vantagens atreladas à profilaxia dentária. Para informações mais aprofundadas, converse com o profissional da odontologia de sua confiança.

Os cuidados vão além da limpeza

A limpeza dentária é um importante cuidado para a saúde bucal. Além dela ter de ser feita com frequência, é preciso realizar alguns outros cuidados em casa para garantir um belo sorriso saudável.

Com isso em mente, busque realizar, no mínimo, 3 escovações por dia, usando sempre fio dental e, de preferência, mas não obrigatório, enxaguante bucal.

Outro cuidado importante é evitar alimentos que podem causar problemas para os dentes, como doces, carboidratos, frutas ácidas e secas, café e chás escuros, entre outros.

Isso porque as opções citadas podem amarelar os dentes e facilitar o surgimento da placa bacteriana.

Com tais cuidados você evitará problemas nos seus dentes, bem como os gastos e dores de cabeça para solucioná-los com tratamentos. 

Caso ainda assim você necessite realizar obturações de cárie e clareamento dental, consulte um especialista de confiança do seu plano odontológico para microempreendedor individual.

Existem casos especiais

Em alguns casos, a limpeza dentária deve ser realizada mais do que duas vezes por ano. Isso possui ligação com o tópico anterior. Afinal, quando a higiene bucal não é realizada da maneira correta, a limpeza acaba sendo um processo necessário constantemente.

Agora que você já entendeu como a limpeza dentária é feita e sua recorrência, siga nossas dicas para evitar futuros problemas com a saúde bucal.

Consulte seu dentista para uma avaliação e verifique se o tratamento poderá ser realizado e se há convenio odontologico empresarial. Dessa forma, você manterá a higiene dos dentes e seu belo sorriso!

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Bioquímica: o que é?

Bioquímica: o que é?

A bioquímica, conhecida como a “química da vida”, pode ser entendida como o estudo das reações químicas que ocorrem nos seres vivos a nível celular. Portanto, é uma disciplina que estuda as interações entre várias moléculas e elementos que, ao final desses processos, são responsáveis ​​pela manutenção da vida.

 

Embora existam milhares de moléculas, a pesquisa bioquímica concentra-se em grandes grupos, como água, minerais, proteínas, vitaminas, lipídios, enzimas e ácidos nucléicos (RNA e DNA).

Bioquímica: o que é?

O conjunto de reações em que estes compostos interferem é chamado de metabolismo – processo fundamental de sobrevivência e reprodução dos seres vivos, uma vez que fornece suas necessidades estruturais e energéticas. Alguns exemplos de processos químicos importantes são o transporte de substâncias, a produção de energia e a remoção de substâncias.

 

BIOMOLÉCULAS

As biomoléculas são compostos que são sintetizados pelo organismo e fazem parte do metabolismo. De um modo geral, essas moléculas são compostas de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio, embora, é claro, outros elementos também estejam presentes.

 

CARBOIDRATOS

O grupo inclui açúcares. Sua principal função é servir como fonte de energia para os seres vivos (ATP). Os carboidratos também desempenham um papel estrutural, especialmente na formação de estruturas celulares e ácidos nucléicos.

 

Eles podem ser divididos em:

 

  • Monossacarídeos: carboidratos simples. Um exemplo é a glicose (C6H12O6).

 

  • Dissacarídeos: União de dois monossacarídeos. Quando essa ligação ocorre, uma molécula de água é liberada. Exemplos: sacarose, lactose e maltose.

 

  • Polissacarídeos: Formados pela combinação de mais de dois monossacarídeos para formar longas cadeias. São insolúveis em água.

 

Lipídios

Grupo formado por ceras, gorduras e óleos. São moléculas apolares, ou seja, pouca ou nenhuma solubilidade em água. Servem como reserva de energia e isolante térmico, além de fazerem parte da membrana plasmática das células.

 

ÁCIDOS NUCLEICOS

Compostos por nucleotídeos, são moléculas responsáveis ​​por armazenar informações genéticas, ou seja, RNA (ácido ribonucleico) e DNA (ácido desoxirribonucleico). Dentre suas funções, estão envolvidas na síntese de proteínas, atuam em processos celulares, regulam o metabolismo, etc.

 

Outras estruturas importantes dos ácidos nucléicos são as bases nitrogenadas, que se unem para formá-las. São eles: adenina, guanina, citosina, timina e uracila. É importante notar que o uracil está presente apenas no RNA, enquanto a timina está presente apenas no DNA.

 

PROTEÍNAS

São macromoléculas compostas por cadeias de aminoácidos. Eles possuem características como:

 

  • Catálise de reações enzimáticas;
  • celular;
  • Energia;
  • Estrutural (composto por células);
  • A formação de enzimas, anticorpos e hormônios;
  • Movimento (cílios e flagelos);
  • Suporte (por exemplo, colágeno na pele)
  • Transporte de substâncias (por exemplo, oxigênio no sangue).

 

SAIS MINERAIS

Compostos inorgânicos necessários para a vida. Sua principal função está na composição de estruturas como a membrana celular e no funcionamento de enzimas. Alguns dos sais minerais mais importantes são cálcio, ferro, iodo, sódio, potássio e outros.

 

Vitaminas

Eles estão envolvidos em várias reações no corpo e são necessários para prevenir problemas de saúde. As vitaminas podem ser solúveis em água (água), solúveis em gordura (lipídios) ou solúveis (ambos). Algumas vitaminas importantes: Complexo A, B (B1, B3, B6, B9 e B12), C, D, E e K.

 

ÁGUA

Composto inorgânico necessário à vida em todo o planeta, a água compõe mais de 50% da composição dos organismos vivos, sendo a substância mais comum na Terra.

 

Suas principais funções são:

 

  • Controle térmico;
  • substâncias dissolventes;
  • Lubrificação de juntas e outras estruturas;
  • sudorese;
  • Transporte de moléculas.

 

METABOLISMO

Mencionei anteriormente que a bioquímica estuda as reações químicas que ocorrem nos seres vivos e que esse conjunto de reações é chamado de metabolismo. Bem, as reações metabólicas produzem a síntese e a quebra de biomoléculas, ajudando, entre outras coisas, a produzir energia.

 

O metabolismo pode ser dividido em dois processos. Elas:

 

  • Anabolismo: Envolve as reações químicas de síntese de biomoléculas, ou seja, a transformação de uma substância em outra. Um exemplo é a produção de macromoléculas que compõem as células.

 

  • Catabolismo: São reações cujo objetivo é quebrar biomoléculas em estruturas menores para obter energia. O catabolismo pode ser dividido em catabolismo aeróbico (sem oxigênio) e anaeróbico (sem oxigênio).

 

Apesar de suas funções opostas, o anabolismo e o catabolismo formam um conjunto de reações que sustentam a vida de forma complementar: enquanto o catabolismo provoca a liberação de energia, o anabolismo utiliza essa energia para sintetizar biomoléculas.

 

Interessado na área? Confira o Curso de Bioquímica!

 

Continue lendo nosso site!

Como problemas bucais afetam sua saúde

Uma boa saúde oral é essencial para o nosso bem-estar e qualidade de vida. Mas para que isso seja possível, é necessário prestar muita atenção com a higienização e com os devidos cuidados. Só assim será possível evitar o surgimento de problemas bucais severos. 

Afinal, como a boca é uma das principais vias de acesso para todo o organismo, o aparecimento de doenças bacterianas e de formações patológicas nos dentes ou nas gengivas, pode resultar no espalhamento de condições inflamatórias para todo o corpo.  

Isso porque, a cavidade oral é um local altamente vascularizado. Assim, os microrganismos infecciosos têm mais facilidade de se espalhar, causando doenças importantes nos pacientes.  

Por isso, além de investir em procedimentos, como o clareamento a laser valor, o cuidado com a saúde e integridade das estruturas bucais também é primordial para todos.  

Como os problemas bucais podem afetar toda a sua saúde 

Quando as pessoas pensam em problemas bucais, muitas vezes os relacionam a condições que interferem na aparência ou na estética do sorriso. Por isso, os procedimentos como a aplicação da faceta nos dentes têm ficado cada vez mais populares entre os brasileiros. 

No entanto, as cáries, gengivite, periodontite graves e a candidíase oral são patologias que além de interferir na beleza dos dentes, também danificam a integridade de todos os tecidos orais. 

Isso pode acarretar na perda dentária e em diversos sintomas extremamente incômodos para as pessoas.

 Mas o que muita gente não sabe é que essas condições também são capazes de se espalhar para outras partes do corpo, originando problemas sistêmicos que podem comprometer o bem-estar e até a vida dos pacientes.  

1- Doenças cardiovasculares 

Quando as bactérias bucais infectam o sistema circulatório da região e se espalham pelo corpo, elas são capazes de formar colônias em diversas estruturas, como nas paredes dos vasos sanguíneos e das artérias, ou na parte interna das válvulas cardíacas.  

Isso causa problemas importantes na passagem no sangue e na funcionalidade desses órgãos. Assim, os pacientes podem acabar desenvolvendo condições, como: 

  • Ataques cardíacos; 
  • Derrames; 
  • Entupimento das artérias coronárias; 
  • Aterosclerose; 
  • Lesões nas valvas cardíacas, entre outras. 

2- Diabetes

As doenças de origem metabólicas, como a diabetes, podem representar um risco enorme para o bem-estar dos pacientes e para a sua qualidade de vida. 

No entanto, o que muitos desconhecem é que o descuido com a saúde bucal pode ter um papel importante nessa condição. 

Segundo estudos realizados nos Estados Unidos, com mais de 200 participantes, as pessoas com diabetes apresentaram um nível mais elevado da doença periodontal, do que os pacientes que não sofriam com a patologia metabólica.  

Além disso, quem possui periodontites moderadas ou agravadas apresentam maior resistência ao controle medicamentoso do metabolismo e podem apresentar mais complicações com a diabetes.  

Deste modo, a eliminação dos cálculos dentários e a prevenção das inflamações gengivais, por meio do uso do fio dental e da higienização da lente de contato de resina, é uma necessidade importante para todos os pacientes.  

3- Parto prematuro 

As pacientes gestantes que desenvolvem a periodontia ou que já sofrem com esse problema no momento da concepção, têm duas vezes mais probabilidade de realizarem o parto prematuro e darem à luz a crianças com o peso abaixo do nível esperado.  

Isso se dá porque, em uma tentativa de defender o organismo, e o próprio útero, da ação bacteriana, o corpo passa a produzir uma quantidade mais elevada de prostaglandina. 

Essa substância, por sua vez, é capaz de combater esses agentes nocivos, mas também induz o parto.  

Por isso, é fundamental que o tratamento adequado seja realizado antes da gestação ou ainda no segundo trimestre de gravidez. Assim, é possível evitar riscos grandes tanto para a mãe, quanto para o bebê. 

4- Doenças degenerativas 

Estudos recentes, realizados em diversas partes do mundo, indicam que as doenças periodontais severas podem estar relacionadas diretamente com o surgimento de condições sistêmicas que causam doenças neurodegenerativas.  

A hipótese mais aceita é de que quando os microrganismos causadores da inflamação periodontal infectam o sistema circulatório da região, eles podem provocar uma produção exagerada de citocinas que modificam a função das células.  

Assim, o processo inflamatório no sistema nervoso central é intensificado e o paciente fica mais suscetível ao desenvolvimento de enfermidades como a demência, o mal de Parkinson ou o Alzheimer. 

Alimento foto criado por jcomp – br.freepik.com

Formas de prevenir essas complicações 

A melhor forma de lidar com essas doenças bucais é por meio da prevenção. Por isso, o investimento em cuidados individuais e profissionais é uma necessidade imprescindível para os pacientes de todas as idades.  

Assim, a escovação dos dentes, do aparelho transparente móvel e da língua deve ser feita três vezes ao dia ou após cada uma das refeições. Essa limpeza é crucial para a remoção da placa bacteriana e para o impedimento da formação do tártaro. 

Em conjunto com essas medidas, o uso diário do fio dental é uma etapa que não deve ser negligenciada, pois é a única forma de realizar a higienização dos sulcos gengivais – espaço entre o dente e a gengiva –. 

Além disso, a realização de consultas de rotina com o dentista deve ser uma prática recorrente mesmo para as pessoas que não possuem nenhum tipo de problema ou incômodo na cavidade bucal.  

Isso porque essas visitas são necessárias para a realização da limpeza profissional – que visa a remoção das formações bacterianas de locais mais difíceis –, para a aplicação do flúor e para uma avaliação minuciosa sobre a integridade das estruturas orais.  

Essas consultas também servem para sanar dúvidas, como lente de contato dental quanto custa, e para realizar o tratamento precoce de condições e doenças que podem representar riscos à toda a saúde dos pacientes.  

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Você tem bruxismo? Saiba como tratar esse problema

Muitos problemas que nos afetam durante toda a vida são difíceis de serem combatidos, muitas vezes por não sabemos as causas e como ele está se manifestando. Uma delas é o bruxismo, doença que afeta milhares de pessoas no Brasil e no mundo.

Apesar de ser uma condição muito conhecida e relativamente comum, o bruxismo não é um problema tão tranquilo como outras doenças e problemas que afetam a nossa boca e nossos dentes, como a cárie, que pode ser extraída em um processo cirúrgico.

Ao contrário disso, o bruxismo é uma condição que não afeta apenas a saúde bucal, mas também é gerado por problemas psicológicos importantes, que afetam grande parte da população. 

Nesse artigo veremos tudo sobre o bruxismo, o que é, quais são as principais causas, diagnósticos, tratamentos de plano odonto empresa e de outros profissionais, entre outros assuntos importantes sobre essa patologia.

O que é bruxismo?

Para começar, é importante explicar mais precisamente sobre o que se trata esse problema. Bom, o bruxismo é uma condição que afeta cerca de 30% da população mundial segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Isso significa que, apenas observando esse dado podemos entender que é uma enfermidade comum e bastante presente na vida das pessoas ao redor do mundo.

Essa patologia é caracterizada pelo movimento involuntário dos dentes, o famoso “ranger dos dentes”. Sabe quando você toca a sua arcada dentária superior com a inferior sem parar? Bom, tem pessoas que fazem isso com essa intenção. 

Pessoas que possuem bruxismo fazem isso involuntariamente, essencialmente em alguns momentos específicos, que falaremos mais a fundo na sequência.

Quais as principais causas do bruxismo?

Como dissemos anteriormente, o bruxismo está muito relacionado a condições psicológicas do dia a dia. Um simples dia de estresse pode dar o “start” necessário para que você passe a ranger os dentes com frequência, mesmo que sem querer.

Nesse sentido, problemas psicológicos de rotina, como o estresse e a ansiedade são dos principais causadores do bruxismo. Em momentos de muito estresse ou ansiedade você pode acabar rangendo os dentes mesmo sem perceber, caracterizando esse problema.

Outras causas importantes do bruxismo são:

  • Más oclusões dentárias;
  • Mordida cruzada;
  • Distúrbios do sono (apnéia);
  • Efeito de antidepressivos;
  • Refluxo.

Quais os sintomas do bruxismo?

Hand photo created by katemangostar – www.freepik.com

Como muitas vezes o bruxismo está relacionado a esses problemas psicológicos que citamos anteriormente, isso acaba dificultando o diagnóstico dos especialistas, especialmente em um odonto empresarial

Muitas vezes isso pode ser simplesmente uma reação natural a algum aspecto do cotidiano, como o estresse e a ansiedade. 

Entretanto, o bruxismo também pode estar relacionado com alguns sintomas importantes, facilitando no diagnóstico e na busca por um tratamento adequado, como dores de cabeça, dores na mandíbula, aumento da sensibilidade nos dentes e desgaste do esmalte dentário.

O que o bruxismo pode causar?

Essa condição não parece muito séria, entretanto, o bruxismo, se não tratado da maneira correta, pode trazer sérios prejuízos para a saúde das pessoas. 

Por isso, é importante buscar um tratamento adequado, em conjunto de psicólogos, médicos e dentistas da ideal odonto empresas, por exemplo.

Em casos mais graves o bruxismo pode afetar não somente os dentes, mas também causar problemas mais graves para o psicológico, como transtornos alimentares, depressão, insônia e irritabilidade constante. 

Ainda, naturalmente pode afetar a arcada dentária, causando uma sensação desgostosa de calor e frio que se alternam em determinados momentos, e também um desgaste natural do esmalte dentário que dificulta a vida útil dos dentes.

Como tratar o bruxismo?

Bom, agora que você sabe mais sobre o que se trata essa condição, causas e sintomas, é importante abordar quais os tratamentos que podem ser adequados. 

Primeiramente é importante destacar que você poderá pesquisar sobre plano odontologico empresarial preços, pois pode ser necessário trabalhar com a ajuda de dentistas, além de outros profissionais.

Também é importante destacar que essa é uma condição que não tem cura, mas que existem tratamentos adequados para amenizar os sintomas e diminuir o desconforto causado por esse problema.

De acordo com dentistas de plano odontologico para cnpj, o tratamento odontológico para diminuir o desconforto e evitar que esse problema se agrave é através do uso da placa para bruxismo. 

Essa placa tem a função de, progressivamente, gerar um relaxamento muscular na mandíbula, protegendo os dentes. 

Com o tempo, a placa consegue ajustes relevantes no posicionamento da mandíbula e do maxilar, fazendo com que os dentes permaneçam posicionados mais adequadamente. Com isso, as dores e desgastes vão diminuindo progressivamente. 

Outra etapa que pode ser importante para o tratamento mais adequado é quando o paciente trabalha com a ajuda de psicólogos e terapeutas. 

Como o bruxismo está muito associado a distúrbios psicológicos, como o estresse e a ansiedade, trabalhar essas condições com esses profissionais ajuda a evitar a recorrência do ranger dos dentes. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Cuidar da saúde bucal é essencial para uma boa aparência, então não perca tempo e faça hoje mesmo um plano odontológico.