Entenda as fases do estresse em seu organismo

O estresse é a resposta do corpo a uma ameaça real ou percebida. Essa resposta – um coração acelerado, músculos tensos e suor – tem como objetivo deixá-lo pronto para algum tipo de ação e fora de perigo.

O estresse pode ser útil. Mas muito estresse pode prejudicar sua saúde e aumentar o risco de doenças cardíacas e derrames.

Existe estresse “bom” e estresse “ruim”. Bom estresse pode ser gerenciado. Pode estimular você a fazer as coisas. Você pode lidar com um bom estresse.

O mau estresse pode fazer você se sentir fora de controle. Pode:

  • fazer você suar frio
  • faça seu coração bater furiosamente
  • assustar você
  • fazer você se sentir doente

O mau estresse, que pode durar horas, dias, semanas ou mais, é perigoso. Isso pode prejudicar sua saúde e bem-estar.

Suas percepções, pensamentos e ações podem fazer uma grande diferença para transformar o mau estresse em bom estresse. Ao compreender sua personalidade e suas reações a situações estressantes, você pode aprender a lidar melhor com ela.

Doença cardíaca, derrame e estresse

Existem ligações inegáveis entre doenças cardíacas, derrame e estresse.

O estresse pode fazer com que o coração trabalhe mais, aumentar a pressão arterial e aumentar os níveis de açúcar e gordura no sangue.

Essas coisas, por sua vez, podem aumentar o risco de formação de coágulos e viajar para o coração ou cérebro, causando um ataque cardíaco ou derrame.

Da mesma forma, se você se sentir estressado, pode ser difícil levar um estilo de vida saudável.

Em vez de usar exercícios para aliviar o estresse, você pode comer demais, comer alimentos não saudáveis, beber muito álcool ou fumar. Esses comportamentos, por sua vez, podem aumentar o risco de desenvolver doenças cardíacas e derrame.

Responder ao estresse com raiva também pode piorar as coisas. A raiva aumenta sua frequência cardíaca e sua pressão arterial, colocando você em risco de um ataque cardíaco. Pessoas com tendência à raiva também têm maior probabilidade de adotar comportamentos prejudiciais à saúde.

Ter um problema sério de saúde – como um ataque cardíaco, derrame ou ser diagnosticado com uma doença – também pode ser estressante. E esse estresse pode retardar o processo de recuperação ou até mesmo criar problemas de saúde que não existiam antes.

Entendendo o estresse

Para lidar com o estresse, você precisa reconhecer quando sente estresse e como ele o afeta. Examine as causas do seu estresse, seus pensamentos, como você se sente e como reage.

O que é um estressor?

As situações que provocam estresse são chamadas de estressores. Eles estão ao nosso redor, quase o tempo todo.

Os estressores podem ser eventos importantes, como:

  • perder um ente querido
  •  mudança de emprego
  • em movimento
  • saindo da escola
  • perder um emprego.

Os estressores podem ser eventos de rotina, como:

  • engarrafamentos
  • pressões de trabalho
  • responsabilidades familiares.

Os estressores podem ser eventos contínuos, como:

  • não ser capaz de comprar comida
  • não ser capaz de encontrar um emprego
  • não ser capaz de encontrar uma casa acessível.

Se você puder identificar seus estressores, poderá começar a aprender como lidar com eles.

Etapa 1: Mobilização de energia

Seu corpo reage a um estressor repentino e assustador, como evitar por pouco um acidente de carro. Isso é chamado de estresse primário.

Ou você pode entrar deliberadamente em uma situação estressante, como ir para uma entrevista de emprego. Este é o estresse secundário.

Em ambos os casos, você pode sentir os seguintes sintomas:

  • sua freqüência cardíaca aumenta
  • você respira rapidamente, em suspiros curtos
  • você experimenta um suor frio
  • você tem borboletas no estômago – indigestão ou falta de apetite
  • você se sente tonto ou com vertigens.

Estágio 2: Consumo de energia

Se você não se recuperar do Estágio 1, Seu corpo começará a liberar açúcares e gorduras armazenados, consumindo recursos vitais. Como resultado, você pode:

  • sinta-se impulsionado e sob pressão
  • ficar exausto ao ponto de fadiga
  • comer demais ou ter uma dieta pobre
  • sentir ansiedade ou tensão
  • tem dificuldade de concentração
  • sofrem doenças, como resfriados e gripes
  • aumentar os comportamentos não saudáveis.

Estágio 3: Exaustão

Se o estresse não passar, pode se tornar crônico. Seu corpo precisará de mais energia do que pode produzir, e você pode desenvolver uma doença grave, como:

  • doença cardíaca
  • derrame
  • pressão alta
  • doença mental.

Ou você pode experimentar sintomas como:

  • insônia (dificuldade para dormir)
  • erros de julgamento
  • mudanças de personalidade.

Além disso, o estresse pode afetar em outras áreas da sua vida, como retirar a potência de determinados produtos para emagrecer, acabando totalmente com seu programa e dieta para emagrecimento.

Cuide de sua saúde!

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!