Não sou casado e não tive filhos! Quem herdará meus bens?

HERANÇA: “é o conjunto de bens deixados pelo falecido; é todo o patrimônio que será herdado diante do falecimento de uma pessoa. Assim, o recebimento de herança é um direito que decorre do óbito de um indivíduo”.

HERDEIRO: “é aquele que tem direito a receber os bens deixados por quem faleceu, ou seja, é um sucessor da pessoa falecida”.

Em relação aos herdeiros, eles podem ser legítimos e/ou necessários. Os herdeiros legítimos são aqueles previstos em lei e seguem uma ordem de prioridade, sendo eles:

1º Descendentes (filhos, netos, bisnetos….)

2º Ascendente (Pais, avós, bisavós…)

3º Cônjuge/Companheiro (dependendo do caso, pode dividir a herança com descendentes e ascendentes)

4º Colaterais (irmão, sobrinho, tio, primo, tio-avô, sobrinho-neto.)

Os herdeiros necessários, são aqueles que – como o nome já diz – necessariamente receberão algum valor da herança, mas sempre respeitando a ordem de prioridade – que no Direito é chamada de ordem de vocação hereditária. Os herdeiros necessários são: os descendentes, os ascendentes e os cônjuges/companheiros.

Para facilitar o entendimento vamos analisar algumas possibilidades:

– João não é casado e não tem filhos, mas possui pais vivos. Nesse caso, os pais de João são herdeiros necessários. Em relação aos seus bens, João poderá, ainda em vida, fazer um testamento para decidir sobre como será divido seu patrimônio quando vier a falecer.

Nesse caso, como tem pais vivos, que são herdeiros necessários, João poderá dispor em testamento apenas 50% do seu patrimônio. No artigo “Você sabe qual a vantagem de se fazer um testamento?” (clique aqui) vimos que: “Quando a pessoa tiver herdeiros necessários (ex.: filhos, pais, marido/mulher) poderá dispor por testamento somente de 50% do seu patrimônio. A outra metade é chamada de “legítima” e será transmitida para esses herdeiros necessários.”

Portanto, João poderá deixar 50% do seu patrimônio para quem quiser e, os outros 50% serão divididos igualmente entre seus pais. Se não tiver pais vivos, mas tiver avós, estes serão considerados herdeiros necessários e receberão a mesma parte que caberia aos pais de João, e assim sucessivamente, em relação bisavós, etc, sempre em linha reta.

Se não houver nenhum ascendente como herdeiro de João, ele poderá dispor, em vida, de todo o seu patrimônio, para quem quiser. No entanto, caso João não queira fazer um testamento, seus herdeiros serão seus parentes colaterais: irmão, sobrinho, tio, primo, tio-avô, sobrinho-neto.

Leia outras informações aqui: quem são os herdeiros legais no seguro de vida

Ainda, em última hipótese, caso João não faça nenhum testamento, não tenha herdeiros necessários e, nem colaterais, a herança será destinada ao Estado e passará por procedimento específico até que se verifique que, efetivamente, não há herdeiro possível.

Ressalte-se que, no presente artigo, abordamos uma situação específica, mas é certo que, dependendo do caso concreto, podem ocorrer desdobramentos diversos. Por tal motivo, é extremamente importante procurar o auxílio de advogados especializados em Direito de Família e Sucessões.

Conheça os melhores restaurantes da Barra de São Miguel

Comer bem faz parte do pacote de uma boa viagem! Há, por exemplo, quem não troque por quase nada em um passeio a oportunidade de provar boa gastronomia, experimentar delícias da culinária local ou até clássicos da cozinha que são sempre ótimas opções.
No Litoral Sul de Alagoas tem um destino que super representar essa diversidade, então, conheça aqui os melhores restaurantes da Barra de São Miguel, visitando a cidade não deixe de se hospedar no village barra hotel.
A praia que é destino de muitos alagoanos e turistas de todos os lugares também reserva opções para curtir no café da manhã, almoço ou jantar, à luz do sol ou sob a luz da lua, as delícias de uma boa mesma. Confira nosso top 5!

Melhores restaurantes da Barra de São Miguel

 

Top 5 dos melhores restaurantes da Barra de São Miguel

Vem passar uns dias nesse paraíso e está em dúvida se serão bem servidos no quesito gastronomia?! A gente separou cinco dos melhores restaurantes da Barra de São Miguel para você saber que além do visual, também vai ser pego pelo estômago!

Restaurante Gungaporanga

Duas renomadas chefs alagoanas, Mariana Bernardes e Flávia Soares, assinam o cardápio do restaurante que está no alto das falésias e tem um cenário incrível para experimentar as delícias da culinária alagoana e clássicos da cozinha mundial. A natureza ao redor é a fonte de inspiração. Do mar vem alguns dos principais ingredientes do menu do restaurante do hotel: os frutos do mar, os protogonistas de pratos como o risoto de camarão com manga e fitas de coco e a clássica moqueca de peixe.
Se quiser petiscar antes da refeição principal, bolinhos feitos com massa de macaxeira e recheados com bobó de camarão e vinagrete, além de chips de macaxeira com carne de sol na nata. Outra maneira de desfrutar as delícias do Gungaporanga é começando bem o dia com o café da manhã a la carte – e que ainda pode ser desfrutado do seu quarto. Quer sabor e sofisticação? Vem conhecer nosso restaurante!

Pizzaria Fornaria

Uma pizza parece que sempre cai bem, não é?! A Fornaria é lugar super charmoso e aconchegante com um cardápio ótimo e variado para quem quer experimentar além do carro chef da casa, calzones e massas. Perfeito para harmonizar com um vinho e ir com a família inteira.

Praêro Beach Club

Um bom cardápio e com uma vista melhor ainda! O Prâero é um dos queridinhos do Litoral Sul. O beach club fica à beira mar e também está entre os melhores restaurantes da Barra de São Miguel e serve petiscos, drinks e delícias da culinária alagoana. Ideal para passar o dia e experimentar um pouquinho de tudo!

Macuípe Comedoria (Vila Niquin)

O restaurante funciona todos os dias, para almoço (a partir das 11h30) até o jantar (23h), com café regional, pizza e outras opções da cozinha brasileira. O lugar também tem cardápio de drinks, música ao vivo e funciona na Vila Niquin, um complexo de gastronomia e lazer na Barra de São Miguel.

BSM Steak (Vila Niquin)

Além de comer bem, se estiver a fim de experimentar uma cerveja artesanal, ou um vinho, o BSM é a melhor opção. A casa se posiciona como bistrô bar e parrilla – um sistema de grelhas usando pelos argentinos e uruguaios para fazer churrasco. No cardápio, carnes, hambúrgueres, saladas e muito mais. Nada mais justo que esteja no top 5 dos melhores restaurantes da Barra de São Miguel!

Piores alimentos para a sua digestão

Donuts

Não consegue resistir a donuts frescos? Se você desistir com muita frequência, eles podem aumentar sua barriga.

Melhor aposta : pare em um. Um donut glaceado tem 260 calorias. A caixa completa contém 3.120 calorias. Um homem de 200 libras teria que correr cerca de 25 milhas para resolver isso.

Sorvete

Você obtém um pouco de cálcio do sorvete. Mas você também obtém 230 calorias por meia xícara, e isso é apenas para baunilha, sem coberturas.

Melhor aposta : procure o tipo de agitação lenta. Tem baixo teor de gordura e muitos sabores têm apenas 100 calorias por meia xícara.

Salgadinhos

Uma porção de 15 chips tem 160 calorias. Mas quem pára nos 15? Adicione apenas 2 colheres de sopa de molho de cebola francesa e você acumulou mais 60 calorias e 5 gramas de gordura.

Melhor aposta : pipoca sem gordura. Seis xícaras têm apenas 100 calorias.

Bacontini

Este coquetel é tão gordo quanto está na moda. É uísque ou vodka com gordura de bacon. Às vezes é servido com uma tira de bacon. Com cerca de 284 calorias por copo, é mais do que em um donut.

Melhor aposta : Martini clássico, com moderação. O álcool ainda adiciona calorias, mas seu coração vai preferir a azeitona a uma tira de bacon.

Cerveja

A lata média de cerveja de 350 ml tem cerca de 150 calorias. Essas calorias se acumulam, assim como qualquer outra coisa que você come ou bebe.

Melhor aposta : a cerveja light reduz sua ingestão para cerca de 100 calorias por lata.

Cachorros quentes

O que é mais americano do que torcer pelo time da casa enquanto come um cachorro-quente? Adicione extras e as calorias aumentam. Um cachorro queijo tem 390 calorias e 8 gramas de gordura “ruim”.

Melhor aposta : amendoim. Este lanche clássico é rico em proteínas, fibras e gorduras boas.

Carne vermelha gordurosa

Se você gosta de carne e batatas, vai adorar um bife grande e suculento que cubra seu prato. Mas uma costela de primeira qualidade de 500 gramas pode ter cerca de 1.600 calorias e cerca de 60 gramas de gordura “ruim”. Isso sem quaisquer lados ou aperitivos.

Melhor aposta : carne magra, como lombo, lombo ou bife de flanco. A peça deve ser do tamanho do seu punho, não do seu prato.

Café da Manhã Dinamarquês

Um doce dinamarquês tem cerca de 250 calorias e muita gordura.

Melhor aposta : frutas frescas inteiras e iogurte desnatado. Ou torrada de trigo integral, coberta com pasta de frutas reais, sem manteiga.

Enormes jantares congelados

Não há nada de errado com a conveniência, mas preste atenção ao tamanho. Alguns pratos são muito ricos em calorias, sódio e gorduras trans.

Melhor aposta : leia os rótulos de jantares congelados magros feitos com grãos inteiros.

Buffet à vontade

Se você não consegue resistir a empilhar seu prato, tente fazer escolhas inteligentes. Abasteça-se de legumes cozidos no vapor e salada. Evite os molhos e molhos gordurosos.

Melhor aposta : Fique longe dos buffets se tiver problemas para definir limites.

Sirva-se de iogurte

Nem tudo que é gostoso acolchoa sua barriga Em um estudo, o iogurte (junto com vegetais, grãos inteiros, frutas e nozes) estava entre os alimentos não relacionados ao ganho de peso.

Outro estudo relacionou a ingestão de laticínios, como iogurte, à redução da gordura corporal e da barriga.

Bônus : iogurte desnatado ou desnatado aumenta o cálcio. Procure aqueles fortificados com vitamina D. A maioria dos adultos não obtém o suficiente de qualquer um desses nutrientes.

Vá para mirtilos

Não existe comida mágica que queime gordura. Mas comer mais frutas, em vez de alimentos mais gordurosos ou com alto teor calórico, pode ajudar você a perder peso.

Blueberries e outras frutas, são ricos em nutrientes que são bons para você e são naturalmente doces.

Abasteça-se de alimentos com fibras

Eles podem ser seus melhores amigos contra a gordura da barriga. Um estudo descobriu que pessoas que comem mais fibras solúveis ganham menos gordura abdominal do que outras ao longo de 5 anos.

Apenas 10 gramas por dia de fibra solúvel fizeram a diferença. Essa é a quantidade em duas maçãs pequenas, uma xícara de ervilhas e 1/2 xícara de feijão.

Fazer algum exercício

O exercício regular pode ajudá-lo a perder peso. Embora você não possa fazer exercícios para reduzir no local, ser mais ativo ajudará todo o seu corpo, incluindo a barriga.

Se você já está acima do peso, perder apenas 10% do seu peso aumentará suas chances de permanecer saudável.

Então, conheça alguns produtos para emagrecer como detox caps pra limpar todo o seu organismo dos resquícios desses alimentos que fazem mal.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Qual é o papel dos medicamentos no tratamento da obesidade?

O tratamento medicamentoso da obesidade deve ser usado apenas em pacientes que apresentam riscos à saúde relacionados à obesidade.

Os medicamentos devem ser usados em pacientes com IMC superior a 30 ou naqueles com IMC superior a 27 que têm outras condições médicas (como pressão alta, diabetes, colesterol alto) que os colocam em risco de desenvolver doenças cardíacas.

Os medicamentos não devem ser usados por razões cosméticas.

Os medicamentos só devem ser usados como um complemento às modificações da dieta e a um programa de exercícios.

Assim como a dieta e os exercícios, o objetivo do tratamento medicamentoso deve ser realista. Com o tratamento medicamentoso bem-sucedido, pode-se esperar uma perda de peso inicial de pelo menos 5 libras durante o primeiro mês de tratamento e uma perda de peso total de 10% a 15% do peso corporal inicial.

Também é importante lembrar que esses medicamentos só funcionam quando são tomados. Quando são descontinuados, geralmente ocorre aumento de peso.

A primeira classe (categoria) de medicamentos usados para controle de peso causa sintomas que mimetizam o sistema nervoso simpático. Eles fazem com que o corpo se sinta “sob estresse” ou “nervoso”. Como resultado, o principal efeito colateral dessa classe de medicamento é a hipertensão.

Esta classe de medicamento inclui a sibutramina ( Meridia , que foi retirada do mercado nos Estados Unidos em outubro de 2010 por questões de segurança) e a fentermina (Adipex P). Esses medicamentos também diminuem o apetite e criam uma sensação de saciedade.

A fome e a saciedade (saciedade) são reguladas por substâncias químicas cerebrais chamadas neurotransmissores. Exemplos de neurotransmissores incluem serotonina, norepinefrina e dopamina.

Os medicamentos anti-obesidade que suprimem o apetite aumentam o nível desses neurotransmissores na junção (chamada sinapse) entre as terminações nervosas do cérebro.

Fentermina

Fentermina (Fastin, Adipex P) – a outra metade de fen / phen – suprime o apetite, causando uma liberação de norepinefrina no corpo. A fentermina isolada ainda está disponível para o tratamento da obesidade, mas apenas em curto prazo (algumas semanas).

Os efeitos colaterais comuns da fentermina incluem dor de cabeça, insônia, irritabilidade e nervosismo. A fenfluramina (o fen / fen) e a dexfenfluramina (Redux) suprimem o apetite principalmente pelo aumento da liberação de serotonina pelas células.

Tanto a fenfluramina quanto a dexfenfluramina foram retiradas do mercado em setembro de 1997 por causa da associação desses dois medicamentos com hipertensão pulmonar (uma doença rara, mas grave, das artérias nos pulmões) e associação de fen / phen com danos às válvulas cardíacas.

Desde a retirada da fenfluramina, alguns sugeriram combinar a fentermina com a fluoxetina (Prozac), uma combinação que foi chamada de phen / pro. No entanto, nenhum ensaio clínico foi realizado para confirmar a segurança e eficácia desta combinação. Portanto, esta combinação não é um tratamento aceito para a obesidade.

Orlistat (Xenical, alli)

A próxima classe (categoria) de drogas altera o metabolismo da gordura. Orlistat ( Xenical , alli ) é o único medicamento desta categoria aprovado pela FDA nos EUA.

Esta é uma classe de medicamentos anti-obesidade chamados inibidores da lipase ou bloqueadores de gordura. A gordura dos alimentos só pode ser absorvida pelo corpo após ser quebrada (um processo chamado digestão ) por enzimas digestivas chamadas lipases nos intestinos.

Ao inibir a ação das enzimas da lipase, o orlistat impede a absorção intestinal de gordura em 30%. Os medicamentos desta classe não afetam a química do cérebro.

Teoricamente, o orlistat também deve ter efeitos colaterais sistêmicos mínimos ou nenhum (efeitos colaterais em outras partes do corpo) porque o principal local de ação é dentro do lúmen intestinal e muito pouco do medicamento é absorvido.

A US Food and Drug Administration aprovou as cápsulas de orlistat, com a marca alli, como um tratamento de venda livre (OTC) para adultos com sobrepeso em fevereiro de 2007.

O medicamento havia sido aprovado anteriormente em 1999 como um auxiliar de prescrição de perda de peso, cuja marca é Xenical. O preparado OTC tem dosagem mais baixa do que o Xenical prescrito.

Orlistat é recomendado apenas para pessoas com 18 anos de idade ou mais, em combinação com uma dieta e regime de exercícios.

Pessoas com dificuldade de absorção de alimentos ou que não apresentam excesso de peso não devem tomar orlistato. O excesso de peso é definido pelo Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos como tendo um índice de massa corporal (IMC) de 27 ou superior.

O orlistat pode ser tomado até três vezes ao dia, com cada refeição contendo gordura. O medicamento pode ser tomado durante a refeição ou até uma hora após a refeição.

Se a refeição for esquecida ou se houver muito baixo teor de gordura, os medicamentos não devem ser tomados.

Os efeitos colaterais mais comuns do orlistat são alterações nos hábitos intestinais.

Estes incluem gases, a necessidade urgente de evacuar, evacuações oleosas, secreção oleosa ou manchas com as evacuações, um aumento da frequência das evacuações e a incapacidade de controlar os movimentos intestinais.

As mulheres também podem notar irregularidades no ciclo menstrual enquanto tomam orlistat.

Os efeitos colaterais são mais comuns nas primeiras semanas após o início do tratamento com orlistat. Em algumas pessoas, os efeitos colaterais persistem enquanto estiverem tomando o medicamento.

Pessoas com diabetes, problemas de tireoide, que receberam um transplante de órgão ou que estão tomando medicamentos prescritos que afetam a coagulação do sangue devem consultar seu médico antes de usar orlistat (alli) OTC, uma vez que são possíveis interações medicamentosas com certos medicamentos.

Uma diminuição a longo prazo na absorção de gordura pode causar deficiência de vitaminas solúveis em gordura (como as vitaminas A, D, E, K). Portanto, os pacientes que tomam orlistat devem receber suplementação vitamínica adequada.

Lorcaserin (Belviq)

Em junho de 2012, o FDA aprovou Belviq (cloridrato de lorcaserina) como medicamento para emagrecer. O medicamento atua controlando o apetite (via ativação da serotonina).

De acordo com dados do FDA, quase metade dos pacientes que usaram a medicação perdeu pelo menos 5% do peso inicial, o que é mais que o dobro do peso perdido pelos pacientes do grupo controle. Isso só era verdade para pacientes sem diabetes tipo 2.

O medicamento é aprovado para pacientes obesos (IMC> 30) ou com sobrepeso (BMQ> 27) com um problema de saúde relacionado ao peso.

Os efeitos colaterais predominantes foram dor de cabeça e tontura, além de fadiga. Em pacientes com diabetes, o baixo teor de açúcar no sangue também foi uma preocupação ao tomar Belviq.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Já conhecia algum desses produtos para emagrecer?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Emprego novo? 5 dicas para começar com o pé direito no trabalho

No primeiro dia de trabalho em um novo emprego, você só vai ter uma chance de causar uma boa primeira impressão. Alguns comportamentos e ações práticas podem ajudar a trazer resultados da maneira mais rápida possível – e são especialmente válidas para quem está no início da carreira.

Acesse a Jobtool para dicas sobre currículo, entrevista de emprego etc.

Já nessa fase, você pode começar a ganhar o seu espaço, mostrando o que realmente é capaz de agregar para o mercado. Hoje em dia, as empresas têm contratado muito mais pela capacidade de aprendizado e fit com a cultura do que por conhecimento, então, esses aspectos merecem uma atenção especial.

Para a Coach de Carreira Fernanda Thees, o primeiro emprego se encaixa muito no cenário acima, pois, por mais que o jovem já tenha feito um estágio ou outro, não dá para dizer que vai chegar em um primeiro emprego com experiência.

“Ele está sendo muito mais contratado pelo comportamento do que pela técnica. Por isso, é essencial entender que ele foi contratado porque tem características que combinam com o time, que são aceitas e valorizadas pela organização”, explica.

Como aproveitar a fase de adaptação no primeiro dia de trabalho?

Logo após a contratação, vem o turbilhão de novas informações: conhecer as pessoas que irão fazer parte da rotina de trabalho, se familiarizar com a cultura da empresa, aprender processos e se adaptar ao dia a dia… O início é sempre assim.

Para conseguir aproveitar essa fase em que tudo é novo da melhor maneira possível, Fernanda separou algumas dicas:

1. Seja educado

Alguns hábitos que parecem bobos fazem diferença quando se trata de educação organizacional. Busque se apresentar para as pessoas e quando for apresentado, preste atenção no que está acontecendo. Também é importante ter cuidado na forma como responde e-mails e se comunica, por exemplo, observando se cultura da empresa aceita ou não certa informalidade.

2. Pontualidade

Segundo Fernanda, embora esta dica possa parecer óbvia, essa fala é tão recorrente entre lideranças de empresas que é bom ficar atento. Especialmente no primeiro dia de trabalho, chegar atrasado pode causar uma impressão de descomprometimento difícil de ser apagada.

A reclamação pelo atraso de estagiários e jovens costuma ser recorrente por parte dos gestores, que pensam “se eu estou aqui às 8h30, por que ele não pode estar? É ele que está aqui para aprender”.

3. Perguntas, críticas e sugestões

No primeiro dia de trabalho, é natural que exista um alinhamento do que precisa ser feito. Durante esses momentos, tenha o cuidado de anotar as respostas para as dúvidas para não perguntar duas ou três vezes a mesma coisa.

Se conseguir identificar um problema ou aspecto que poderia estar funcionando melhor, leve soluções. Os gestores gostam disto. Por exemplo: por que não sugerir um formato novo para uma apresentação que tem um conteúdo excelente mas que está com a identidade visual antiga?

4. Mostre interesse

É sempre de bom tom demonstrar interesse pela nova atividade e pelo o que está sendo ensinado a você. Não há regras sobre o tempo em que você passará pela adaptação, porém é importante não estar fechado aos novos conhecimentos, oportunidades e atividades que a função demande.

Além disso, essa simples atitude também pode ser significativa para a compreensão do contexto. Assim, mais do que estar restrito apenas à própria área, é possível ter um melhor entendimento sobre toda a empresa.

5. Invista em conexões

Não apenas pelo networking, é sempre válido apostar em novas amizades e conexões também no ambiente de trabalho. Afinal, além de reforçar o espírito de equipe e colaboração, bons relacionamentos e conexões são importantes para o desenvolvimento pessoal e profissional.

De olho no futuro: você sabe o que é previdência privada?

Muitas incertezas aparecem quando ouvimos falar da reforma da previdência social, defendida tão energicamente por políticos de todas as instâncias e partidos. Você sabia que existem outras formas de garantir uma renda mensal para quando você decidir que chegou a hora de parar de trabalhar? A previdência privada é uma dessas ferramentas.

A previdência privada é um tipo de investimento financeiro a longo prazo – não ligado ao sistema do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) -, no qual pode escolher um valor periódico para contribuir até a idade em que você deseja parar de trabalhar. No meu futuro você consegue fazer uma simulação grátis.

Quando você atingir essa faixa etária, é possível resgatar esse investimento de uma só vez ou mensalmente – ao longo de um determinado número de anos.

O banco responsável por esse serviço cobra uma taxa em cima do valor investido e reaplica periodicamente seu dinheiro em outros investimentos para garantir que você tenha um rendimento maior ao final do prazo estabelecido. Por isso, no momento de contratar a previdência, a instituição financeira deve perguntar qual o seu perfil de investidor.

Além disso, em alguns planos desse tipo, é necessário fazer um investimento inicial, estipulado pela instituição financeira. Mas isso não é uma condição determinante.

Taxas e rendimentos

É possível resgatar o dinheiro investido antes do prazo preestabelecido, por isso, você precisa ficar atento(a) às regras definidas pelo banco antes de assinar o contrato. Nesse documento, também devem estar claramente explícitas as taxas cobradas pela instituição financeira – sobre cada contribuição, anual e no momento do resgate – e o sistema de cobrança de impostos – tabela progressiva ou regressiva.

A tabela progressiva de cobrança de impostos é mais vantajosa para quem quer receber o investimento no futuro em parcelas mensais; já a regressiva compensa mais para quem quer resgatar o dinheiro de uma só vez. Você também pode escolher se sua família continua recebendo mensalmente o dinheiro se você morrer.

Há basicamente dois tipos de planos de previdência: o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), no qual é possível abater o valor pago do seu Imposto de Renda (IR), desde que represente até 12% de sua renda bruta anual; e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), no qual o valor investido não é abatido do IR, porém, no final do investimento, o imposto é cobrado apenas sobre o rendimento total. Esta última opção é indicada para quem tem uma renda menor.

Quem pode contratar uma previdência privada?

A resposta é basicamente qualquer pessoa com uma conta bancária! Basta ter em mente que a previdência privada é um investimento a longo prazo, com regras rígidas para contribuição e resgate.

Inclusive, se você quiser garantir que seu/sua filho/filha tenha um dindim no futuro, pode começar a poupar dinheiro para ele/ela desde já. A previdência privada pode ser feita até para bebês recém-nascidos.

Poupança ou previdência privada

Está em dúvida sobre qual dessas duas formas é a melhor para fazer o seu pé de meia? Essa escolha depende muito da sua situação financeira e da sua forma de planejamento para o futuro. A poupança é um investimento com pouquíssimo rendimento (cerca de 4,5% a 5% ao ano, a depender da variação da Taxa Selic), no entanto, não tem impostos ou taxas bancárias e você pode sacar facilmente o dinheiro investido quando quiser.

Embora possa render bem mais do que a poupança (a depender do contrato estabelecido por você), a previdência privada está sujeita a taxas bancárias e sistemas de cobrança de impostos e não é tão simples retirar o dinheiro investido antes do prazo – o que pode ser uma grande vantagem para quem não consegue guardar dinheiro

Seguro Educacional, vale a pena contratar?

Com as matrículas escolares caindo e o aumento da evasão escolar, a dificuldade da escola em tempos de crise é a inadimplência e atraso nas mensalidades.

A boa comunicação e a negociação são formas de manter o aluno na matrícula e oferecer conforto aos pais em tempos difíceis. Beneficiar o contratante acaba sendo uma saída palpável para a instituição e assim proteger a saúde financeira da escola.

Já pensou em contratar um Seguro Educacional?

O objetivo principal do seguro educacional é auxiliar nas despesas com as mensalidades escolares em caso de desemprego, invalidez ou falecimento do responsável.

São vários os tipos de coberturas adicionais como: Matrícula, Material Escolar, Repetência, Formatura e Pré-Vestibular.

DIFERENCIAL: INDENIZAÇÃO PAGA AO ESTABELECIMENTO DE ENSINO

BENEFÍCIOS:

  • Responsável paga o seguro, a Instituição recebe a indenização;
  • Marketing para escola: preocupação em garantir a continuidade do estudo em um momento inesperado;
  • Diferencial no ato da matrícula.

Enquanto os alunos têm respaldo financeiro para continuar os estudos, o colégio garante o recebimento das mensalidades: menor inadimplência e menor evasão escolar.

Dicas essenciais para quem busca comer de maneira mais saudável

Comer melhor durante seu cotiano pode não ser uma tarefa fácil, mas também não pode ser considerada como uma tarefa impossível.

Apesar da dificuldade, podemos mesclar uma dieta realmente saudável com alguns dias comendo as coisas que mais gostamos.

O ideal é manter um equilíbrio pra favorecer todas as áreas de nossa saúde, inclusive a mental.

Isso porque deixar de comer tudo aquilo que amamos em troca de uma dieta rígida pode acabar nos deixando estressados e cansados.

Dessa forma, é necessário saber equilibrar bem cada mudança em nosso cotidiano.

Outra alternativa é usar bons produtos para emagrecer, como no caso de detox caps, que é natural, retira gorduras localizadas e ainda desintoxica nosso organismo de oxidantes e toxinas desnecessárias.

Quer saber como comer de maneira saudável e melhor? Então leia conosco e absorva o máximo que puder das nossas dicas.

Comece sua mudança ainda hoje. Leia abaixo:

Coma melhor: encontre calorias ocultas

Você pode pular as refeições mais engordantes do restaurante lendo atentamente o menu. Procurar pistas. Palavras como frito na frigideira, salteado, batido, empanado, gratinado, queijo, cremoso, amanteigado, frito, béarnaise ou crocante são geralmente sinais de gordura e calorias extras. Itens “crocantes” são frequentemente fritos em óleo.

Coma melhor: pergunte como é cozido

A preparação faz uma grande diferença. Assar peixe – com ervas, vegetais e suco de limão – adiciona muito poucas calorias ou gordura ao prato. Outros métodos de cozinha saudáveis incluem:

  • Grelhado
  • Grelhado
  • Torrado
  • Cozido
  • Poached
  • Cozido no vapor

Coma melhor: Vá à la Carte

Ignore as porções gigantes e os acompanhamentos ricos que vêm com as entradas do restaurante. Em vez disso, escolha pratos pequenos que você possa compartilhar ou escolha acompanhamentos para sua refeição.

Em um restaurante mexicano, experimente um taco de milho de carnes grelhadas, uma xícara de sopa de tortilha de frango, uma salada e uma sobremesa de frutas. Você obtém exatamente o que deseja e uma fração das calorias.

Coma melhor: Reduza o tamanho

Quando apenas um hambúrguer serve, ou um drive-through é sua única opção, pense pequeno. Vá para a refeição da criança ou um hambúrguer júnior. Experimente esta opção para obter sua dose de fast-food com menos calorias:

  • Pular: O mega hambúrguer, batatas fritas grandes, refrigerante grande – 1.480 calorias
  • Escolha: Cheeseburger, batata frita, refrigerante extra pequeno – 605 calorias

Coma melhor: esconda as tentações

Os restaurantes gostam de dar a sensação de que há muito em jogo. Tudo começa com uma cesta cheia de pão ou batatas fritas. Não devore algumas centenas de calorias sem pensar antes da refeição principal. Peça ao garçom para tirar a cesta de carboidratos antes de tocá-la – ou depois de pegar uma pequena porção.

Coma melhor: macarrão

Macarrão nadando em molho cremoso pode ser uma escolha pouco saudável. Está repleto de gordura, calorias e colesterol. Em vez disso, coma uma pequena porção de massa de grãos inteiros coberta com molhos melhores, como:

  • Molho de amêijoa vermelha
  • Molho marinara sem carne
  • Molho primavera sem creme
  • Molho Marsala com vinho, não manteiga

Coma melhor: pizza

As pizzarias estão acostumadas a receber pedidos especiais. Algumas mudanças simples podem reduzir as calorias e a gordura da sua torta:

  • Empilhe vegetais e pule a carne.
  • Peça molho extra e metade do queijo.
  • Depois de uma ou duas fatias, leve o resto para casa.

Coma melhor: sobremesa

Frutas frescas estão disponíveis em muitos restaurantes agora, até mesmo em redes de fast-food, graças à demanda de clientes preocupados com a saúde. Se não estiver listado com as sobremesas, verifique os acompanhamentos – ou peça um pedido especial.

E então, ficou alguam dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Entenda as fases do estresse em seu organismo

O estresse é a resposta do corpo a uma ameaça real ou percebida. Essa resposta – um coração acelerado, músculos tensos e suor – tem como objetivo deixá-lo pronto para algum tipo de ação e fora de perigo.

O estresse pode ser útil. Mas muito estresse pode prejudicar sua saúde e aumentar o risco de doenças cardíacas e derrames.

Existe estresse “bom” e estresse “ruim”. Bom estresse pode ser gerenciado. Pode estimular você a fazer as coisas. Você pode lidar com um bom estresse.

O mau estresse pode fazer você se sentir fora de controle. Pode:

  • fazer você suar frio
  • faça seu coração bater furiosamente
  • assustar você
  • fazer você se sentir doente

O mau estresse, que pode durar horas, dias, semanas ou mais, é perigoso. Isso pode prejudicar sua saúde e bem-estar.

Suas percepções, pensamentos e ações podem fazer uma grande diferença para transformar o mau estresse em bom estresse. Ao compreender sua personalidade e suas reações a situações estressantes, você pode aprender a lidar melhor com ela.

Doença cardíaca, derrame e estresse

Existem ligações inegáveis entre doenças cardíacas, derrame e estresse.

O estresse pode fazer com que o coração trabalhe mais, aumentar a pressão arterial e aumentar os níveis de açúcar e gordura no sangue.

Essas coisas, por sua vez, podem aumentar o risco de formação de coágulos e viajar para o coração ou cérebro, causando um ataque cardíaco ou derrame.

Da mesma forma, se você se sentir estressado, pode ser difícil levar um estilo de vida saudável.

Em vez de usar exercícios para aliviar o estresse, você pode comer demais, comer alimentos não saudáveis, beber muito álcool ou fumar. Esses comportamentos, por sua vez, podem aumentar o risco de desenvolver doenças cardíacas e derrame.

Responder ao estresse com raiva também pode piorar as coisas. A raiva aumenta sua frequência cardíaca e sua pressão arterial, colocando você em risco de um ataque cardíaco. Pessoas com tendência à raiva também têm maior probabilidade de adotar comportamentos prejudiciais à saúde.

Ter um problema sério de saúde – como um ataque cardíaco, derrame ou ser diagnosticado com uma doença – também pode ser estressante. E esse estresse pode retardar o processo de recuperação ou até mesmo criar problemas de saúde que não existiam antes.

Entendendo o estresse

Para lidar com o estresse, você precisa reconhecer quando sente estresse e como ele o afeta. Examine as causas do seu estresse, seus pensamentos, como você se sente e como reage.

O que é um estressor?

As situações que provocam estresse são chamadas de estressores. Eles estão ao nosso redor, quase o tempo todo.

Os estressores podem ser eventos importantes, como:

  • perder um ente querido
  •  mudança de emprego
  • em movimento
  • saindo da escola
  • perder um emprego.

Os estressores podem ser eventos de rotina, como:

  • engarrafamentos
  • pressões de trabalho
  • responsabilidades familiares.

Os estressores podem ser eventos contínuos, como:

  • não ser capaz de comprar comida
  • não ser capaz de encontrar um emprego
  • não ser capaz de encontrar uma casa acessível.

Se você puder identificar seus estressores, poderá começar a aprender como lidar com eles.

Etapa 1: Mobilização de energia

Seu corpo reage a um estressor repentino e assustador, como evitar por pouco um acidente de carro. Isso é chamado de estresse primário.

Ou você pode entrar deliberadamente em uma situação estressante, como ir para uma entrevista de emprego. Este é o estresse secundário.

Em ambos os casos, você pode sentir os seguintes sintomas:

  • sua freqüência cardíaca aumenta
  • você respira rapidamente, em suspiros curtos
  • você experimenta um suor frio
  • você tem borboletas no estômago – indigestão ou falta de apetite
  • você se sente tonto ou com vertigens.

Estágio 2: Consumo de energia

Se você não se recuperar do Estágio 1, Seu corpo começará a liberar açúcares e gorduras armazenados, consumindo recursos vitais. Como resultado, você pode:

  • sinta-se impulsionado e sob pressão
  • ficar exausto ao ponto de fadiga
  • comer demais ou ter uma dieta pobre
  • sentir ansiedade ou tensão
  • tem dificuldade de concentração
  • sofrem doenças, como resfriados e gripes
  • aumentar os comportamentos não saudáveis.

Estágio 3: Exaustão

Se o estresse não passar, pode se tornar crônico. Seu corpo precisará de mais energia do que pode produzir, e você pode desenvolver uma doença grave, como:

  • doença cardíaca
  • derrame
  • pressão alta
  • doença mental.

Ou você pode experimentar sintomas como:

  • insônia (dificuldade para dormir)
  • erros de julgamento
  • mudanças de personalidade.

Além disso, o estresse pode afetar em outras áreas da sua vida, como retirar a potência de determinados produtos para emagrecer, acabando totalmente com seu programa e dieta para emagrecimento.

Cuide de sua saúde!

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Maneiras de incentivar crianças e adolescentes a comerem bem

A adoção de padrões saudáveis de alimentação e bebida para CiC desde tenra idade pode promover boa saúde e bem-estar na velhice.

A ingestão de alimentos é influenciada pelos padrões alimentares da família e pela interação com os pares.

As primeiras experiências alimentares podem ter um efeito significativo nas preferências e aversões alimentares e nos hábitos alimentares mais tarde na vida.

3 maneiras de encorajar crianças e jovens a comer bem

Como cuidador, você deve ter como objetivo oferecer alimentos saborosos, bem apresentados e bem cozinhados, que serão apreciados por crianças e jovens. A hora das refeições não deve ser apressada, pois uma abordagem descontraída da alimentação pode abrir caminho para atitudes saudáveis em relação à alimentação.

É importante tornar a alimentação uma experiência agradável. A comida pode ser uma atividade social agradável. É igualmente significativo reconhecer a importância de comer bem para uma boa saúde.

As mudanças podem ser feitas gradualmente e pequenas mudanças nos alimentos que são consumidos regularmente têm o maior efeito sobre uma boa alimentação. Algumas dicas úteis:

1 – Cozinhe do zero

Alimentos preparados em casa são mais saudáveis do que refeições prontas ou alimentos de conveniência. Você controla o que entra em seu corpo medindo o óleo, o sal, o açúcar e outros ingredientes de cada receita.

Você também pode selecionar os ingredientes frescos, orgânicos, sazonais ou outros ingredientes preferidos que deseja adicionar. Não precisa ser muito oneroso!

  • Encha o armário da sua loja – inclua feijão cozido com pouco açúcar e sal, tomate enlatado e leguminosas secas, que contam para os seus 5 por dia. Um terço de sua ingestão diária de alimentos deve ser um carboidrato rico em amido, de preferência uma variedade de grãos integrais com alto teor de fibras, portanto, estoque arroz integral e macarrão de trigo integral
  • evite usar cubos de caldo e molhos salgados. Procure caldo com pouco sal e use ervas e especiarias para adicionar sabor aos alimentos.
  • cozinhe a granel e congele refeições saudáveis para mais tarde – isso vai economizar tempo e dinheiro
  • um mash-up saudável. Economize energia pré-cozinhando um lote de batatas com casca no forno. Reaqueça no microondas mais tarde ou use como purê para cobrir uma torta de peixe ou cottage
  • use vegetais como o principal componente da refeição para obter seus cinco por dia
  • use queijo com baixo teor de gordura para cozinhar ou use quantidades menores de queijo forte – quanto mais forte o queijo, menos você precisa
  • use iogurtes naturais com baixo teor de gordura e queijo fresco na cozinha em vez de creme (mas lembre-se de que crianças menores de dois anos precisam de gorduras integrais em suas dietas)
  • use carnes magras sempre que possível e retire a gordura dos ensopados / caçarolas ou substitua a carne por feijão, leguminosas ou lentilhas. Você pode comprar feijões e lentilhas em latas ou também secos. Procure por aqueles em água em vez de salmoura / água salgada
  • em geral, grelhar, assar, cozinhar a vapor, escalfar, cozinhar lentamente ou ferver em vez de assar / fritar os alimentos, isso reduzirá o teor de gordura
  • use frutas secas em pudins, bolos e biscoitos para reduzir o teor de açúcar
  • Procure receitas veganas e vegetarianas ao assar, pois costumam ter baixo teor de açúcar e gordura

A British Heart Foundation (BHF) tem em seu site um localizador de receitas que contém centenas de receitas saudáveis com análise nutricional completa.

Você pode filtrar sua pesquisa por culinária, necessidades dietéticas e condições para que haja algo para todos os gostos e dietas.

Cozinhar do zero pode ser fácil, rápido e também pode ser uma boa diversão e será mais nutritivo. Assista ao vídeo sobre chef pronto e caseiro

2 – Ofereça uma variedade

É importante que as crianças e os jovens tenham uma dieta variada e os cuidadores devem encorajar os jovens a experimentar alimentos diferentes. Seja criativo ao servir comida, pois a mesma comida pode ser servida de maneiras diferentes.

Outra idéia é misturar alimentos, por exemplo, purê de cenoura com purê de batata. As sessões de degustação também são uma forma útil de fazer com que as crianças e os jovens experimentem novos alimentos.

Envolvê-los na seleção e preparação também os incentiva a experimentar os alimentos que não experimentaram antes, ou talvez tenham experimentado, mas não gostaram.

3 – Ouça e envolva!

A comunicação entre cuidadores, crianças e jovens sobre as preferências alimentares é essencial, e perguntar às crianças e aos jovens seus pontos de vista sobre alimentos e questões relacionadas com a alimentação deve ser uma parte fundamental do cuidado diário.

Isso permite que os jovens expressem seus sentimentos e preocupações sobre a comida, se houver.

Ao mesmo tempo, é essencial que os cuidadores incentivem ativamente o envolvimento de crianças e jovens no planejamento de cardápios, na compra de alimentos e na preparação e cozimento de alimentos, pois isso também pode fornecer uma estrutura útil para a comunicação.

Incentivar a alimentação saudável não significa proibir certos tipos de alimentos ou enfrentar os jovens com alimentos de que não gostam. Comer uma dieta mais saudável significa manter o equilíbrio certo e comer mais alguns alimentos, bem como comer menos outros.

Inspire as crianças e os jovens a falar ou a fazer desenhos dos alimentos que gostam de comer e a planejarem eles próprios o cardápio. Envolva-os na compra, preparação e cozimento de alimentos. Ter acesso a uma variedade de livros de culinária ajuda. Você também pode encontrar receitas na internet.

Pode estimular a discussão e os jovens podem identificar os alimentos que gostariam de experimentar. Olhar para os rótulos dos alimentos pode ajudar a explicar as diferenças entre os alimentos e a comparar produtos para emagrecer semelhantes.

Para evitar conflitos em torno dos alimentos, como quando os alimentos são rejeitados ou exigidos, pode ser uma prática eficaz para os cuidadores e as crianças de quem cuidam chegar a um acordo sobre os limites da alimentação.

Isso pode levar a uma discussão sobre quais lanches estão disponíveis gratuitamente, quais alimentos ou bebidas podem ser guardados para ocasiões especiais e quem assume a liderança no planejamento do cardápio – seja a cada dia ou a cada semana.

Os cuidadores podem achar útil negociar um ‘Acordo Alimentar’ com as crianças e jovens sob seus cuidados.

Amostra de folha de acordo com alimentos:

  • todos nós teremos a oportunidade de comentar e participar do planejamento do menu semanal
  • pessoas com necessidades especiais terão alimentos adequados disponíveis para eles
  • vamos todos sentar juntos na hora das refeições
  • respeitaremos cada um a escolha de comida e maneira de comer das outras pessoas, e boas maneiras à mesa serão promovidas
  • vamos encorajar boas habilidades sociais durante as refeições
  • todos terão tempo suficiente para comer
  • comida nunca será retida como forma de recompensa ou punição
  • todos serão incentivados a comer pelo menos cinco porções de frutas e vegetais por dia
  • e quaisquer outros exemplos em que você e o jovem possam pensar

Envolver os jovens em atividades alimentares, como cozinhar e fazer compras, não apenas melhora as habilidades alimentares e sociais, mas também parece proporcionar uma situação confortável na qual os jovens podem conversar com os adultos.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!